Arquivo para setembro 2008

Iphone 3G: Bateria é o ponto fraco

09/30/2008
Iphone 3G

Iphone 3G

De acordo com informações do site IDG Now, a bateria é o ponto fraco do novo Iphone que chegou ao Brasil essa semana.

Os testes foram feitos na rede da operadora Vivo, os testes foram realizados em duas situações distintas (incluindo a reprodução de músicas e com brilho da tela ajustado para menos de 50%), o aparelho na rede da Vivo registrou 3 horas e 5 minutos de uso e 12 horas e 21 minutos de espera antes de chegar, na manhã seguinte (noite inteira sem uso) aos 20% de bateria ao ligar o iPhone. Após uma recarga completa e uso mais intensivo, o iPhone chegou aos 20% de bateria com 2 horas e 21 minutos de uso e seis horas e 47 minutos de espera.

Os pontos fortes ficaram por conta do acesso aos e-mails (Gmail) e navegação na internet em alta velocidade. Outro destaque é a navegação do GPS pelo Google Maps. Se quiser saber mais sobre essa matéria acesse o  link: http://idgnow.uol.com.br

Anúncios

Chegou a solução para o Trânsito de SP

09/30/2008
Carro Voador

Carro Voador

Pessoal finalmente encontraram a solução para o trânsito maluco de sampa e os buracos de Recife. O primeiro carro voador, será produzido em 2009 pela empresa Terrafugia, as informações são do site Globo.com. O carrinho é composto por asas dobráveis, acelera até 128 km/h na rua e 185km/h no ar.

Só tem um probleminha, ele é movido a gasosa, mas segundo a empresa, ele tem autonomia de 740 km com um tanque.

Já pensou o sujeito estar andando, e de repente vê uma blitz a alguns metros de distância, liga o módulo voador e se livra do bafômetro? hehehe…

ahh outra coisa, ele custa apenas R$ 360 mil Reais! não quero nem imaginar o valor do IPVA desse troço…

Atenção: O gato subiu no telhado

09/30/2008
Charles Dharapak/AP

Charles Dharapak/AP

Não sei se você conhece a estória do sujeito que viaja e deixa o gato com o vizinho pra tomar conta, e dias depois o gato morre. Para anunciar a morte do bichano, o cara primeiro manda uma carta avisando apenas que o coitado subiu no telhado, para preparar o dono psicológicamente e, depois explicar que a queda do telhado provocou a morte do pobre animal.

Aqui temos uma semelhança, o congresso americano rejeitou por 228 votos contra e 205 a favor o pacotaço de ajuda aos bancos americanos, que poderia salvar a pátria. Até agora ninguém respondeu porque, o pacote foi rejeitado, mesmo depois de ter sido selado um acordo, com os líderes dos partidos Democrata e Republicano.

Mas a explicação é relativamente simples. O pacote prevê 700 bilhões de dólares do governo para a economia, para que o governo compre créditos podres dos bancos e salvem o sistema bancário. O problema é que essa grana vem do contribuinte americano e se tem uma coisa que contribuinte americano detesta é emprestar dinheiro, para empresas em estado pré falimentar.

Como esse ano é de eleição, para os políticos do congresso americano, muitos estão se pelando de medo de votar a favor do pacote e serem criticados pelos eleitores, por terem permitido que seu dinheiro, fosse gasto, para salvar essas instituições.

Só tem um pequeno problema nessa equação, se esse pacote não for aprovado, o sistema financeiro americano vai enfrentar uma crise sistêmica de confiança, provocando corrida dos clientes aos bancos para sacar seu dinheiro, por medo de perderem suas aplicações, pois muitas instituições dependem desse acordo, para continuar funcionando. Isso provocaria a pior crise desde do crash da bolsa de 1929.

Antes que me chamem de profeta do caos, é bom saber que a recusa do acordo deixou os mercados em colapso, provocando perdas de 1,2 trilhões de Dólares para as empresas americanas em apenas 1 dia!

É Bush liga pra papai agora e pergunta a ele o que fazer….

Viagem Insólita

09/29/2008

Pra começar bem a Segunda mais uma história do contador Ronaldo Nóbrega.

Mas uma vez esta história aconteceu na cidade onde tudo acontece, Itapetim. Toda cidade do interior tem um doido que anda pela rua, e Itapetim tinha um muito especial.  Biu Doido era o nome. Um dia passando em cima da ponte, do nada ele olha lá pra baixo e se joga.

Lá embaixo corria um rio, mas o doidinho caiu diretinho nas pedras. Socorrido foi hospitalizado  e alguns dias depois foram visitar Biu doido no hospital, abaixo reproduzo o diálogo.

-Biu e ai? Como foi essa viagem?? Ao que ele responde

-Rapai a saída foi boa, mais a chegada foi ruuuuuim que só a gota!

Quem venceu o debate?

09/29/2008
Candidatos se encontram no primeiro debate

Candidatos se encontram no primeiro debate

Este foi o primeiro debate dos candidatos Barack Obama e John MaCcain, candidatos a presidênncia dos EUA. As primeiras pesquisas indicavam que Obama havia vencido o debate, mas outras pesquisas de opinião que se seguiram, mostraram que os dois tiveram um desempenho equilibrado, e que não foram muito claros sobre o que vão fazer para resolver a crise americana.

Na década de 60 no primeiro debate de televisão entre o candidato Democrata Jonh F. Kennedy e o Republicano Richard Nixon, o nervosismo e indecisão de Nixon ao responder as perguntas, ajudou a solidificar a imagem positiva de Kennedy como político preparado e decidido. Segundo alguns analistas na época esse fato foi muito importante para decidir uma eleição muito acirrada.

Nesses debates, passar uma boa impressão, pode ser mais importante do que mostrar suas idéias. Quem afirma isso é o Professor de Comunicação da universidade de Northeastern em Boston, e autor do livro “Debates presidenciais: 40 anos de TV de alto risco”.

Obama cometeu um erro crucial que pode ter lhe custado a “vitória” nesse primeiro debate.

Em alguns momentos, ele disse que concordava com o Republicano Jonh MaCcain e, se tem uma coisa, que um político não pode fazer, é dar crédito ao adversário, numa eleição extremamente, acirrada. Resultado, os Republicanos estão jogando na TV um comercial em que eles mostram que até Obama concorda com MaCcain. Isso ajuda a reforçar a imagem de alguém que não sabe muito bem que decisões tomar, uma vez que, Obama vende a idéia de que as opiniões de MaCcain estão erradas, mas que ele mesmo parece concordar. Não importa se a cada declaração de concordância, Obama fazia uma crítica, pois, o comercial editado pelos Republicanos e, reprisado inúmeras vezes, ajuda a desconstruir a sua imagem.

Pesquisas recentes mostram que os americanos consideram a idade, como o ponto fraco de MaCcain, enquanto que a falta de experiência seria o calcanhar de aquiles de Obama, por isso, ele errou ao concordar com o adversário, mesmo que isso possa parecer elegante do ponto de vista político.

O que ninguém parece perceber é que, depois de 8 anos de Governo Republicano, com o Presidente mais impopular da história recente dos EUA, ainda assim, o candidato do partido de George Bush, apresenta um desempenho invejável, quando o mais comum seria patinar nas pesquisas, já que representa, em tese, a continuidade desse mesmo governo. O que pesa é que MaCcain, tem uma história de vida, que parece filme e é admirada pelos americanos que adoram cultivar a figura do herói de guerra, que lutou no Vietnã e passou 5 anos preso em um campo vietcong, com os homens do seu pelotão.

Para complicar um pesquisa recente revelou que 40% dos eleitores brancos democratas podem não votar em Obama, por associarem idéias pejorativas aos negros, como a impressão de que eles são mais agressivos, preguiçosos ou menos confiáveis, o que é um absurdo, ou seja, é o velho ranço racista que pode atrapalhar o candidato Democrata.

É contra tudo isso que Obama vai lutar e, nessa hora, um pouco de firmeza e agressividade bem dosadas, podem fazer toda a diferença

O que o Felipe Massa e Lula têm em comum?

09/28/2008
Ferrari fazendo lambança

Ferrari fazendo lambança

Como vocês podem perceber na foto acima, esse foi o Pit Stop do Massa, que pode ter decidido o campeonato, em favor de Lewis Hamilton, mas antes de de falar disso, vou justificar o título do Post.

Não sei se alguém percebeu, mas o maior adversário de Felipe Massa, não está na McLaren, mas sim na própria Ferrari, isso porque já é a sexta vez que a equipe erra e prejudica a corrida do piloto brasileiro.

Ai vem a pergunta, o que o Lula tem a ver com isso? Simples, assim como o Felipe está sendo prejudicado pela própria equipe, Lula tem que conviver com os aloprados do PT que começaram, todos os escândalos do seu Governo, provocando até abertura de CPI, pra investigar as lambanças, ou seja, com um partido desses, o Presidente não precisa de oposição, porque, seus aliados já fazem o serviço por eles.

Quanto ao Felipe fica a decepção de ver pela sexta vez, a equipe, acabar com suas chances de vitória. Primeiro foi na Austrália, quando o motor quebrou, na primeira corrida do ano, depois em Mônaco, quando erraram na estratégia de pit stop. No Canadá, erraram no reabastecimento e, na Inglaterra, colocaram o pneu pra pista seca, quando começou a chover, resultado, ele rodou 5 vezes na pista, e não podia mais usar outro jogo de pneus. Na Hungria foi ainda pior, quando o motor quebrou faltando 3 voltas e ele estava em primeiro, e pra fechar com chave de ouro esse erro de hoje.

Reparem na foto acima e vão perceber, que há o destaque, para um sinal luminoso, que fica acima da cabeça do piloto. Quando o carro está sendo reabastecido, o sinal fica vermelho, quando liberado, o sinal fica verde. O problema é que antes de soltar a mangueira de combustível, alguém errôneamente, liberou, o sinal verde e Felipe disparou, ai a mangueira ainda presa ao carro, fez com que ele arrastasse um mecânico, pra fora. Ele ainda andou alguns metros até que a equipe correu e retirou o equipamento, mais ai o estrago já tinha sido feito e ele perdeu a primeira posição e chegou em 13 lugar, ficando agora a 7 preciosos pontos do seu rival Lewis Hamilton. É lambança demais pra uma equipe que já foi 7 vezes campeã na era Schumacher.

Minha sugestão é que o Felipe ligue pro Lula e pergunte a ele, o que ele faz pra conviver com uma equipe que só dá mancada quando deveria lhe ajudar.

A encrenca do tio Sam pode atingir o seu bolso

09/26/2008

Enquanto o Presidente George W. Bush tenta convencer o congresso de maioria Democrata a aprovar o pacote de 700 bilhôes de dólares para salvar os bancos americanos da falência e consequentemente, evitar uma crise sistêmica que ameaça arrastar o mundo numa recessão, o Presidente Lula vai a Washington e ao ser perguntado sobre a crise ele responde: crise, que crise? pergunta pro Bush.

Mas infelizmente no mundo globalizado não é bem assim. A crise americana surgiu quando, o banco central americano reduziu os juros para reaquecer a economia e isso provocou um boom, na área de crédito, especialmente na área de crédito imobiliário.

O que aconteceu é que os bancos emprestaram muito dinheiro, inclusive para pessoas com histórico de pagamento ruim. Só que os valores dos imóveis subiu mais do que o valor real devido a procura e a inadimplência foi crescendo ao ponto, de provocar retração no valor dos imóveis e agora todos os bancos sabem que estão com créditos podres na mão, porque, financiaram os imóveis em um valor irreal e que agora sabem não vão mais receber esse valor de volta.

Mas você deve estar se perguntando o que eu tenho a ver com isso?? Apesar do que diz o Lula, agora a tendência de acordo com os analistas financeiros é, que essa crise vai gerar recessão nos EUA e consequentemente no mundo todo. Com isso, o comércio mundial vai comprar, menos, o Brasil vai vender menos, e com isso, o país vai se voltar pro mercado interno.

Ai vem a bomba, porque para manter os dólares aqui no país, e evitar fulga de capital, o banco central vai aumentar os juros e com isso tudo vai ficar mais caro

Se você vai financiar sua casa, os juros serão maiores, se você vai comprar um carro, vai pagar mais, se você comprar qualquer coisa a prazo, vai pagar mais juros, ou seja, pra variar nós vamos pagar o pato, pelos problemas dos outros.

E como diria Lula: crise? Que crise??