O Capitalismo tal qual você conhece mudou

Apesar desse título meio apocaliptico, do meu post, o que vou comentar aqui encontra respaldo nas análises de muitos anlistas inclusive do Financial Times.

O Capitalismo tradicional tal qual aprendemos, do Estado mínimo, que apenas regula o mercado através das Agências, que possuem a tarefa de estabelecer regras básicas e fiscalizar setores da economia, não existe mais. A crença cega de que o mercado se auto-regula, sem interferência do Governo, foi sepultada essa semana com os anúncios de pacotes mundo afora, para evitar o colapso geral.

Os governos vão agora estatizar parte dos bancos que estão em dificuldade e ameaçam falir, arrastando consigo outros bancos menores, e gerando uma crise de confiança que pode levar o mundo a uma recessão.

Isso quer dizer que, os Governos vão interferir diretamente no mercado, ditar regras para concessão desses créditos, e mais, vão se tornar sócios desses bancos, para depois, quando recuperados, poder lucrar com a venda de suas ações, quando toda essa crise acabar. É a maior intervenção governamental em escala mundial, desde da quebra de 1929, quando Franklin Delano Roosevelt, criou o NEW DEAL, o plano que injetou dinheiro do governo, criando obras e gerando empregos, para tirar o país da sua pior crise até então.

Ou os Governos se alinham para debelar essa crise, ou como diria, o mafioso italiano, Gambini, preso nos anos 90 pelo FBI, “Siamo tutti Fotutti”

Anúncios
Explore posts in the same categories: Internacional

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: