Justiça do Rio concede licença para Matar

A justiça do Rio de Janeiro inocentou o PM, William de Paula no julgamento da morte do menino João Roberto, de 3 anos. Para quem não lembra, o carro da família foi alvejado por tiros da polícia, durante perseguição a bandidos.

A mãe do menino viu o carro da polícia se aproximando, deu a seta parou e encostou o carro no meio fio. A polícia afirma que confundiu o carro, pois os bandidos tinham um carro semelhante. O PM afirmou também que revidou tiros dos bandidos. Assistindo o vídeo acima, fica claro que não houve tiroteio nenhum contra os policiais.

Eu pergunto, que tipo de treinamento é esse que a polícia recebe, que orienta o policial a atirar em um carro que encostou, deu seta e parou no acostamento? Por acaso alguém já viu bandido parar o carro pra ser abordado pela polícia? Se não houve nenhum tiro de revide, como justificar atirar desta forma sem confirmação do alvo?

A votação foi apertada 4 votos contra 3 pela absolvição do PM. Não sei como se procedeu a escolha do júri, mas fica a dúvida se não houve pressão ou coação para que inocentassem o policial, isso claro, é apenas uma especulação.

Isso só mostra mais uma vez o despreparo e a incompetência da polícia para lidar com situações extremas de tensão diária em seu trabalho. A Polícia está sujeita a erros? Sim claro, nessa guerra pode ocorrer a morte de inocentes? Sim infelizmente pode, mas é evidente que a polícia demonstra claramente estar despreparada, para enfrentar esse desafio da luta contra a violência.

Essa é aliás a estratégia da defesa que afirma que o Estado preparou mau o policial. Felizmente o Ministério Público pode recorrer.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Blog

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

2 Comentários em “Justiça do Rio concede licença para Matar”

  1. marcellus Says:

    A esposa do policial pra completar declara pras Tvs – “Errar é humano”

  2. henriquedelgado Says:

    De fato errar é humano, mas quando esse erro, tira a vida de alguém inocente, não pode ser simplismente aceito, tem que ser punido.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: