Posted tagged ‘americana’

Procura-se um Líder Parte II

10/14/2008
Barck Obama

Barck Obama

Semana passada fiz um comentário aqui no Blog, de que um dos motivos do aprofundamento da crise, era a falta de uma liderança, capaz de somar esforços, criar um plano de ação, enfim, mostrar um caminho que possa debelar a crise.

Essa semana, alguns analistas internacionais, fizeram este mesmo comentário, reforçando a impressão de que o fato da maior crise financeira desde 29, ocorrer no final de um governo desacreditado, com altas taxas de rejeição, cujo Presidente é o mais impopular da história recente americana, reforçam, a falta de rumo dos governos, que podem amenizar os efeitos da crise.

Nesse contexto duas lideranças despontam. Gordon Brown Primeiro Ministro da Inglaterra e Barack Obama.

Gordon Brown, por ter anunciado um pacote de 87 bilhões de Euros, para comprar a carteira de bancos em dificuldade, na inglaterra e anunciar esforços em conjunto com a União Européia, para proteger pequenos investidores, que tenham dinheiro aplicado nesses bancos.

E Barack Obama, por anunciar um plano que prevê, entre outras coisas, insenção de impostos, para empresas que criarem empregos, nos próximos dois anos, além de congelamento das hipotecas que estão em processo de execução, ou seja seria uma moratória, de pelo menos 90 dias, para quem se compromter a pagar suas dívidas.

O pacote de Obama também comtempla reforço de caixa para pequenas empresas em dificuldade garantindo crédito para pagar funcionários e despesas imediatas, ou seja, um novo *NEW DEAL.

As bolsas tiveram dia de euforia com anúncios dos pacotes de ajuda milionários, propostos, pela União Européia e EUA. Vamos aguardar os próximos capítulos dessa saga e ver no que vai dar.

* NEW DEAL: Plano de recuperação dos EUA, para debelar a crise de 29, criado por Franklin Delano Roosevelt, Presidente Norte Americano.

Anúncios

The winner is…..

10/10/2008
Barack Obama

Barack Obama

De acordo com as pesquisas de opinião mais recentes, Barack Obama, foi considerado o vencedor do segundo debate, promovido antes das eleições de 4 de Novembro. Ainda de acordo com essas pesquisas, ele pareceu o mais “Presidenciável”.

O tom professoral, a segurança e mais do que isso, a impressão de que ele realmente parece saber o que fazer para amenizar a crise, entre os americanos, uma vez que, ele propõe, reduzir os impostos, para 95% das famílias americanas, exceto, os mais ricos claro.

Algumas pesquisas entre elas do Gallup, indicam que Obama tem 54% dos votos enquanto MacCain, encontra-se com 41%. Entretanto, isso não quer dizer muita coisa, porque o que conta é estar na frente nos principais Estados com mais peso proporcional no colégio eleitoral americano, entre eles Ohio, Califórnia, entre outros. É que alguns estados  possuem mais peso que outros. Vou detalhar isso em outro post, antes da eleição.

A grande escorregada de MacCain, foi ter se referido a Obama como “aquele lá”, essa expressão equivale a uma indicação pejorativa, e foi isso que ofuscou o republicano.

A estratégia de Obama agora é angariar apoio entre os chamados eleitores independentes, que não são filiados a nenhum partido e reforçar a campanha nos Estados com mais peso eleitoral como os que citei acima.