Posted tagged ‘economia’

A força de um Símbolo

01/19/2009
Barack Obama

Barack Obama

Barack Hussein Obama, tomará posse amanhã, como o novo Presidente dos EUA em meio a mais grave crise econômica dos últimos 40 anos.

Uma das coisas mais fantásticas, em Obama é a sua capacidade de encorajar as pessoas a acreditarem em um novo começo, e despertar o que há de melhor nelas, que é o poder de mudar a sua própria história de vida pessoal, ele mesmo é um símbolo disso.

Recentemente ele refez o mesmo trajeto de trem que Abraham Lincoln, fez em 1861, antes de tomar posse na Casa Branca. Coemçando pela Filadélfia até Washington, Obama parou, acenou, discursou e fez o que todo o Estadista deve fazer, encorajou os americanos a regirem e acreditarem que Sim eles podem!

O paralelo com Lincoln não é por acaso, pois foi Lincoln que unificou um país dividido pela guerra de secessão e este é o principal objetivo de Obama, unir o povo americano em torno do mesmo ideal, vencer a crise.

Ele já alertou, para os possíveis erros que cometerá na presidência, disse Obama: “Haverá começos falsos e atrasos, frustrações e desapontamentos. E nós seremos chamados a mostrar paciência mesmo quando agimos com urgência” É uma vacina contra o excesso de expectativa em torno de si mesmo, o que pode sabotar seu Governo.

No mais Obama tem demonstrado postura de líder, carisma e bom senso pra lidar com as expectativas iniciais do cargo. Os desafios são imensos, mas ele conta com forte apoio popular dentro e fora do país, para levar adiante seus planos de restaurar a economia americana e assim, livrar o mundo da maior recessão, já vista desde 1929.

Anúncios

O novo New Deal

10/23/2008
Barack Obama

Barack Obama

Para quem não lembra da aula de História, New Deal foi o plano de recuperação econômica criado pelo Presidente Roosevelt, para tirar os EUA da crise de 1929, depois do crash da bolsa que arrasou a economia americana.

É exatamente isso que o próximo presidente americano vai precisar fazer, para tirar os Estados Unidos da recessão. E é bom prestar atenção no que acontece por lá, porque é a partir da recuperação econômica dos americanos que o mundo vai voltar a crescer, uma vez que, eles ainda são os maiores compradores do Mundo.

Obama anuncia corte de impostos para 95% das famílias, apoio ao pequeno empresário com redução de impostos e para que contrate mais empregados, moratória pra quem não está conseguindo pagar sua hipoteca (estopim da crise), ou seja, o Estado agora toma as rédeas do processo e precisa estimular a economia, criar demanda, facilitar a vida de quem quer contratar e consumir.

Bush anunciou que vai usar U$$ 250 bilhões de dólares para ajudar as famílias que não conseguem pagar suas casas. MacCain prometeu ajudar os endividados a quitar suas dívidas.

É o que eu comentei aqui alguns dias atrás, ou os Governos se mexem para resolver a crise, ou o mundo mergulha na recessão. E é aqui que quero entrar num ponto sobre a crise no Brasil.

Alguns economistas falam que o governo tem que cortar tudo que pode, parar de investir, cortar na carne. Eu concordo em parte, de fato o governo tem que reduzir as chamadas despesas de custeio, ou seja, folha salarial por exemplo, suspendendo concursos públicos, ou protelando o aumento de salários de altas esferas do poder público, os chamados cargos de carreira do Estado.

Mas o PAC deve ser mantido, justamente para garantir crescimento interno numa época que o mundo todo vai desacelerar. A recessão mundial já começou e as demissões pela Europa e EUA também. Este é o momento de investir no país, em estradas, infra estrutura, saneamento, enfim, gerar demanda interna.

Isso pode garantir crescimento, mesmo que menor e, com isso se reduz o desemprego e os efeitos da crise no Brasil.

Antes quie me chamem de doido, aproveito pra dizer que dois economistas de peso já falaram isso, Miriam Leitão, comentarista da Globo e o jornalista Luis Nassif, Diretor presidente da Agência Dinheiro Vivo em SP

Mundo Pós-Crise

10/18/2008
Mundo Pós Crise

Mundo Pós Crise

Vamos analisar como vai ficar o mundo pós-crise? Pois bem, vejam o que vem por ai

PROTECIONISMO

Os países vão ficar mais protecionistas, porque, como todo o mundo está entrando em recessão, os países vão comprar menos e para proteger seus mercados, já que todos querem exportar mais e importar menos, a tendência é fechar a porta e se voltar para o mercado interno. Isso porque movimento visa reduzir os prejuízos, pensamento é: se não consigo vender pra ninguém, então não vou comprar de ninguém também.

IMIGRAÇÃO

Os brasileiros ilegais mundo afora que se cuidem, vai começar uma caça as bruxas, porque com a economia reduzindo de tamanho, o desemprego aumenta e os imigrantes ilegais são mão de obra barata, isso aumenta a concorrência por vagas de trabalho. Esse movimento deve ser mais intenso nos EUA, França, Inglaterra, Itália e Espanha.

CRÉDITO

Já está mais caro e dificil, tanto para o consumidor pessoa física quanto, pessoa jurídica, vai ficar mais caro comprar carro, bens duráveis, etc..

O FUTURO

Com a recessão mundial, os produtos do mundo todo devem sofrer redução de preço e quando essa crise passar, isso vai gerar nova injeção de crédito e facilidades pra se incentivar o consumo. Isso só deve começar a ocorrer em 2010, pois a crise deve continuar até o ano que vem.

O capitalismo vive de crises cíclicas, a recessão vai encolher o mercado, mas depois quando tudo passar, as pessoas vão voltar a consumir, o mundo vai prodizir mais e todo mundo vai voltar a vender, isso vai gerar empregos novamente, ou seja, podemos ter outro círculo virtuoso.

Toda essa crise vai passar quando os Governos, continuarem a investir na sua economia internamente, gerando empregos, baixando os juros e ajudando as pessoas com dívidas, especialmente hipotecárias nos EUA, a pagar suas contas e assim voltar a consumir. Com isso a maior economia do mundo vai voltar a consumir e desta forma abrir o mercado mundal novamente.

Por isso nesse momento os olhos do mundo se voltam para os EUA e suas eleições. Como disse Joe o Encanador, esparamos que o Super Barack Obama, vulgo Kal El( pronunciasse KALEL) ou melhor Clark Kent, resolva a parada…aproveite e participe da enquete abaixo sobre o tema