Posted tagged ‘eleições’

O Segredo está na Virgínia

11/05/2008

Com 6% das urnas apuradas o Estado da Virginia, possui apenas 13 votos no colégio eleitoral, mas mesmo assim, é considerada, a chave deste eleição. Até o momento MacCain está com 57% contra 42% de Obama. Ainda está no início e não quer dizer que MacCain tenha vencido neste Estado, mas de acordo com o instituto Zogby, que acertou 90% dos resultados das eleições, quem ganha ali tem meio caminho andado para a Casa Branca.

Isso ocorre, porque segundo alguns analistas, a Virgínia funciona como um indicador importante de tendência de voto na eleição, já que os eleitores deste Estado, compõem uma  representação bastante similar da maior parte da sociedade americana.

Explicando melhor: Quando se faz uma pesquisa de intenção de voto, os entrevistadores, pegam uma amostragem, de várias faixas do eleitorado, como classe média, Pessoas ricas e pobres divididos por regiões e faixa etária. A partir deste resultado é que se chega ao resultado percentual divulgado, que normalmente se aproxima bastante do resultado real. Este é o princípio da pesquisa de intenção de voto.

E é por isso que a Virgínia é importante, por representar bem esses diferentes extratos da sociedade, que se refletem no resultado da eleição.

Anúncios

OBAMANIA

11/01/2008
Change We Need

Barack Hussein Obama

Um dos motivos do sucesso desta campanha de Barack Obama, é a incrível capacidade do candidato de representar o sentimento de mudança. Mas que mudança é essa?

Engana-se quem pensa que se trata apenas de uma mudança de plataforma de governo, a mudança a que ele se propõe é muito maior que isso.

A primeira mudança significativa é na auto-estima do povo americano, que hoje se encontra abatido e desconfiado com relação ao seu futuro. Mais de 40% dos eleitores acreditam que a economia vai piorar e que o desemprego vai crescer.

O americano hoje é visto com muita desconfiança e já foi apontado por uma pesquisa mundial, como o povo menos confiável do mundo, talvez esse seja o principal desafio de Obama.

Com seu sorriso fácil, elegância, tom professoral, aura de estadista, Obama criou um clima chamado de OBAMANIA.

Barack Obama tem operado um milagres quando o assunto é incentivar o eleitor a despertar de uma letargia que é considerada padrão em termos de votação e interesse quando o assunto é política. Claro que com a crise econômica, as pessoas prestam mais atenção na escolha do Presidente. Mas para você ter um idéia a última eleição americana registrou 40% de abstenção! esse índice não deve se repertir esse ano.

Seus comícios atraem milhares de pessoas, 100, 200 mil expectadores, que aguardam horas a fio na fila sem reclamar. Seus gestos cosmopolistas e discurso de união nacional, remotam a uma época em que o país estava dividido pelo ódio racial e problemas sociais, na época de Robert Kennedy, quando este concorreu a presidência e era franco favorito até ser assassinado inesperadamente.

Naquela época seus belos discursos falando em unidade, reforçando a idéia de que não importava a sua cor, todos eram irmãos e tinham a mesma responsabilidade de construir um país. E foi exatamente esse discurso  que empolgou os americanos e os fizeram vê-lo como um possível estadista.

E é exatamente isso que Obama está fazendo, despertando nas pessoas o sentimento de que ele é um estadista antes mesmo de ser eleito e vendendo a mercadoria mais preciosa que está em falta no momento, ESPERANÇA, e é isso que move as pessoas e as fazem acreditar num sonho de mudança.

O único problema é criar nas pessoas o sentimento de que tudo será resolvido num passe de mágica, essa é a grande armadilha que pode comprometer o seu provável governo.

Como funciona a eleição americana?

10/31/2008

A eleição americana é feita de forma indireta através de um colégio eleitoral. Cada Estado, possui um número de delegados de acordo com o número proporcional de seus habitantes. Os eleitores de cada Estado votam para escolher o seu candidato. Ao término da contagem, o vencedor , leva todos os delegados que representam aquele Estado onde ocorreu a votação. Cada Estado portanto tem, um número específico de delegados no colégio eleitoral.

Para vencer, o candidato precisa ter pelo menos 50% mais 1, no Estado, para levar os delegados. Para se eleger presidente, Obama ou MacCain precisam ter 270 votos no mínimo no colégio eleitoral.

Pesquisas recentes apontam que Obama já possui 283 delegados, contra 127 de MacCain, mas isso ainda é uma estimativa baseada em pesquisas. Para que isso se confirme, é preciso que os eleitores de Obama saiam pra votar e o consagrem como candidato.

A grande diferença em termos de pesquisa nos EUA, é que ela aponta o interesse do eleitor, mas não quem vai votar de fato, já que o voto lá é facultativo, isso sim é democracia, que inveja!