Posted tagged ‘Israel’

Os motivos da Invasão Israelense

01/14/2009
joaoleitao.com

Fonte: joaoleitao.com

Porque a invasão de Israel ocorreu agora? se a muito tempo o Hamas já lança mísseis contra o território de Israel.

A resposta pode estar na mudança de governo nos EUA. Bush é um aliado incondional do governo de Israel, e já apoiou outras ofensivas, durante seu mandato. O problema é que Obama já deu sinais de que não aprovará as ações israelenses, com a mesma convicção de bush.

O jornal The Washington Post, fez uma reportagem em que afirma que o governo de Israel pediu apoio dos EUA para bombardear o Irã, porque acredita que os iranianos, estão desenvolvendo tecnologia nuclear para fins bélicos, e querem destruir o que seria as instalações onde estão sendo desenvolvidas as novas armas, antes que se torne operacional e assim ameace a integridade de Israel.

Bush Não topou entrar numa fria desse tamanho pouco antes de encerrar seu Governo que já é considerado o pior da História moderrna americana, pelos próprios americanos.

Com esta ofensiva agora, antes da posse de Obama, será mais dificil para os EUA exercer pressão pelo cessar fogo, e de quebra o conflito pode arrastar o Irã, o que daria a desculpa perfeita para Israel se defender.

Explico: O Irã dá apoio logístico ao Hamas, e durante o processo de invasão já chegou a ameaçar Israel, caso o conflito chegue a sua fronteira. Basta Israel atacar uma instalação qualquer no território iraniano alegando ser do Hamas, para justificar a entrada do Irã e o recrudescimento da guerra.

De qualquer forma, até o momento o Irã tem se limitado a protestar, sem envolvimento militar no episódio, e isso deve evitar que o conflito chegue a esse ponto.

Limpeza Étnica

01/13/2009

electronicintifada.net

Fonte: electronicintifada.net


O que Israel está fazendo em Gaza, ultrapassa todos os limites do bom senso, já passam de 900, o número de Palestinos mortos. Recentemente foi descoberto que a Escola bombardeada pela ONU, foi atingida devido a um erro de pontaria do GPS, usado pelas tropas, que havia detectado uma falha na operação dos mísseis inteligentes.

É como se tivéssemos um oponente de um lado com estilingue (Palestinos) e de outro um exército revidando com tanques, é completamente desproporcional.

Israel precisa se defender do Hamas, que não reconhece o Estado Judeu e envia mísseis contra seu território, mas fazendo as contas, esses mísseis mataram 3 civis e 10 soldados. Como justificar essa carnificina em massa?

Soldados Israelenses, abandonaram crianças ao lado dos corpos de suas mães mortas, que nome dar a esse comportamento? Crime de Guerra, esse é o nome.

Os Israelenses estão cometendo em menores proporções, o mesmo crime de guerra do qual foram vítimas, o crime de limpeza étnica, que chocou o mundo durante a Segunda Guerra. A diferença é que não há um campo de concentração, nem o o planejamento de assassinato em escala industrial.

Para que serve a ONU?

01/13/2009
Globo.com

Fonte: Globo.com

Muitos devem estar se perguntanbdo neste momento, para que serve a ONU se nos recentes ataques de Israel, contra a Faixa de Gaza, após se pronunciar exigindo um cessar-fogo, os Israelenses simplismente ignoraram o pedido e continuaram o massacre?

A verdade é que na relação entre países, é preciso criar estruturas supranacionais, que sirvam para consulta e pressão política, dentro do âmbito da Comunidade Internacional.

A ONU, desenvolve projetos humanitários em todo o mundo e do ponto de vista social é extremamente importante, em países que se encontram em guerras e conflitos, levando remédios, alimentos e mantendo escolas para crianças carentes.

Contudo, do ponto de vista político, carece de autoridade real, para parar o conflito no Oriente Médio, porque seu Conselho de Segurança, formado por EUA, Rússia, China, França e Inglaterra, não permite que mudanças reais ocorram, principalmente, por interferência dos EUA, que são aliados incondionais de Israel.

A ONU, portanto, passa a ser um Fórum de protesto mundial, ams cada vez mais sem força, para impor a vontade da maioria de seus integrantes, devido a interesses políticos dessas superpotências.